Clube do Hipismo
criado em 3/3/2007
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner


Contato





2519471
Today1879
Yesterday2334
This week4213
This month32155

Rédeas de Ouro apresenta campeões do ciclo da raça Crioula
Regionais

Após três dias de intensa disputa, o Rédeas de Ouro, evento exclusivo para cavalos da raça Crioula, conheceu seu grupo de campeões na temporada 2017. Foi entre os dias 28 e 30 de setembro que o município de ...

Campina Grande do Sul (PR) viu passar pela pista da maior arena coberta do país os 112 concorrentes divididos em nove categorias integrantes do Potro do Futuro, Campeonato Nacional de Rédeas e Snaffle Bit, levando os melhores desempenhos ao pódio da competição que distribuiu um total de R$ 85 mil em prêmios.

 Título maior da disputa que ocorreu no Paraná ficou com o conjunto Gilson Diniz Filho e Craque Marca dos Santos

Nas duas principais noites da disputa, brilharam os vencedores da categoria Aberta do Potro do Futuro e Campeonato Nacional. Encerrando o evento, quando os conjuntos foram em busca do título da categoria principal do Nacional, Gilson Diniz Filho foi quem saiu vitorioso montando o garanhão Craque Marca dos Santos. “A conquista é sempre muito bem vinda, mas hoje foi um dia muito especial. Deu tudo certo, graças a Deus. Ganhei com o Craque, um cavalo diferente e um dos melhores que montei. Estou muito satisfeito, sinal que o trabalho está dando certo e que estou fazendo a coisa correta”, avalia o competidor que passa a ser o cavaleiro mais premiado no evento. “Gilsinho”, como é conhecido, também ocupou o terceiro lugar na mesma categoria. 

 

Já no Potro do Futuro Aberto, Gilson Diniz Filho e Antonio Correa dividiram a primeira colocação do pódio. Correa teve seus primeiros galopes na modalidade por incentivo e treinamento de Diniz, que se orgulha de compartilhar o título com o companheiro de longa data. “Fico muito feliz de conquistar esse título com essa égua, Ilha Bela da Roraima, que é especial para mim. Mas, principalmente, por ganhar ao lado desse grande amigo. Isso significa que eu passei para ele o meu melhor, é uma satisfação dupla”, completa Diniz. E a reciproca é verdadeira. “Estou feliz por vários motivos. Um deles é que esta égua foi produzida por nós, da Cabanha Trinta e Oito. Desde a primeira vez que colocou boçal até hoje, eu estive em todos os primeiros momentos dela, então é uma alegria alcançar esse mérito”, conta Correa em suas palavras de gratidão por estar ao lado do parceiro e montado na égua Uva Branca do Trinta e Oito. No ano passado, Correa havia tentando competir com a mesma égua, mas um acidente durante os treinos, retirou o cavaleiro da competição. Quem correu em seu lugar foi o próprio Gilsinho, que acabou levando o título na decisão de 2016.

 

Competidores de quase todas as faixas etárias e níveis, apresentaram seus animais em busca da fivela que seleciona o melhor de cada categoria. Na categoria Snaffle Bit, a primeira do evento, o conjunto Estupendo Marca dos Santos montado por Roberto Jou abriu a competição gerando grande expectativa no nível das performances. No Principiante Aberto os conjuntos Astuto da Oca montado por Reinaldo Kreusch e Malicioso do Tamboré montando por Antoninho Vaz da Silva finalizaram com a mesma nota e dividiram o título. No Principiante Amador, Débora Freitas levou a melhor com a égua Ursa Maior do Trinta e Oito enquanto no Iniciante amador Caiçara da FML montada por Fabiani Odorizzi ficou em primeiro lugar. No Snaffle bit amador o cavalo Jubilei da Roraima montado por Aline Sbrizia alcançou o lugar mais alto do pódio. E fechando o segundo dia de disputas, conhecemos o vencedor no Potro do Futuro Amador, Urso Branco da Trinta e Oito montado por Nathalia Schutz e no Nacional Amador Tarado do Trinta e Oito montado por Franciele Wisciniemski. Das nove categorias, a representatividade feminina na competição superou as expectativas em cinco delas, um número expressivo em relação a inserção da mulher nas provas de rédeas do Cavalo Crioulo.

  

O palco da disputa também deixou impressões positivas a quem acompanhou de perto o evento. “Uma satisfação muito grande, porque nós estamos chegando à conclusão que foi uma decisão acertadíssima. Um grande evento, com apoio da prefeitura aqui de Campina Grande do Sul. Pelo que conversamos e ouvimos, todos ficaram muito felizes com a opção. Foi um acerto, não só pelo espaço e estrutura, mas também pela localização geográfica da cidade em relação aos outros estados”, destaca Onécio Prado Júnior, vice-presidente de Comunicação e Marketing da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), organizadora do evento. 

 

Opinião corroborada pelo presidente da entidade, Eduardo Suñe, também presente na decisão. “É um grande sucesso novamente. Atingimos todas as expectativas. Crescemos em relação ao ano passado. Então resta cumprimentar a todos os participantes pelo belo evento, com bastante público, e parabenizar a nossa Subcomissão de Rédeas e a todos os envolvidos”, avalia. Retorno que já encaminha os trabalhos para a temporada 2017, quando a cidade de Campina Grande do Sul já foi confirmada novamente como sede de competições oficiais de Rédeas da raça Crioula. 

 

Seis nomes formaram a equipe de jurados da quinta edição do Rédeas de Ouro. Hiram Resende da Silva Filho, Reginaldo Melo Rosa, Marcos Antônio da Silva Junior, Paulo Koury, Renato Heyman e Renata Ricci, foram os responsáveis pela avaliação das provas.

 

Confira o resultado

 

CAMPEONATO NACIONAL

 

Categoria Aberto

 

1º lugar

Gilson Diniz Filho montando Craque Marca dos Santos

 

2º lugar

Roberto Jou montando Dom Eldorado Marca dos Santos

 

3º lugar

Gilson Diniz Filho montando Ilha Bela da Roraima

 

Categoria Amador

 

1º lugar

Francielle Wisciniemski montando Tarado do Trinta e Oito

 

2º lugar

Verónica Regueira montando Alcapone 001 da Sorsul

 

3º lugar

Cássio Menarim montando Honduras da Roraima

 

Categoria Principiante Aberto

 

1º lugar (empate)

Reinaldo Kreusch montando Astuto da Oca

Antoninho Vaz da Silva montando Malicioso do Tamboré

 

2º lugar

Reinaldo Kreusch montando Brinquedo da Água Grande

 

3º lugar

Heliandro Ferreira de Andrades montando Caiçara da FML

 

Categoria Principiante Amador

 

1º lugar

Debora Freitas montando Ursa Maior do Trinta e Oito

 

2º lugar

Gabriel dos Santos montando Coronel Marca dos Santos

 

3º lugar

Luciano Cardoso montando FS Tamoeiro

 

Categoria Iniciante Amador

 

1º lugar

Fabiani Odorizzi montando Caiçara da FML

 

2º lugar

Renata Kreusch montando Brinquedo da Agua Grande

 

3º lugar

Leonardo Durigon montando Geada do Rebuliço

 

POTRO DO FUTURO

 

Categoria Aberto

 

1º lugar (empate)

Gilson Diniz Filho montando Ilha Bela da Roraima

Antonio Correa montando Uva Branca do Trinta e Oito

 

2º lugar (empate)

Roberto Jou montando Dom Eldorado Marca dos Santos

Diogo Hostin montando Ostigoso da Emaisa

 

3º lugar

Laercio Casalecchi montando TCP Es Una Nube

  

Categoria Amador

 

1º lugar

Nathalia Schutz montando Urso Branco do Trinta e Oito

 

2º lugar

Jonathan Marca dos Santos montando De Ouro Marca dos Santos

 

3º lugar

Cássio Menarim montando Ilha Bela da Roraima

 

SNAFFLE BIT

 

1º lugar

Roberto Jou montando Estupendo Marca dos Santos

 

2º lugar

Robson Harsz  montando Jubileu da Roraima

 

3º lugar

Robson Harsz montando La Ternura Farrapo

 

SNAFFLE BIT AMADOR

 

1º lugar 

Aline Sbrizia montando Jubilei da Roraima

 

2º lugar

Cassio Menarim  montando Jararaca da Roraima

 

3º lugar

Gustavo Magalhães montando Natividade Guara

 

Foto: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

Texto: Karen Nunes/ABCCC

 

Mais informações sobre a ABCCC

 

Site: www.abccc.com.br

Facebook: www.facebook.com/cavalocrioulooficial

 
Banner
Banner
 
Banner
Como anunciar seu cavalo

Divulgue seu cavalo a venda aqui é grátis

Read more text
Qual é a sua idade?
 
Qual é o seu sexo?
 
O que você pratica?
 
Você e seu cavalo saltam que altura?
 
O que falta para o hipismo no Brasil?
 
No Brasil se pratica Hipismo com segurança?
 
home search Google+